Loading...

Limpar o fígado e regularizar o metabolismo

1. Própolis

O própolis é um produto natural produzido pelas abelhas que tem propriedades anti-inflamatórias e antibióticas, ajudando a acelerar a desintoxicação do organismo. Além disso, ajuda a melhorar a digestão e estimula a cicatrização.

2. Sumo Detox

Os sumos detox funcionam como grandes portadores de antioxidantes, vitaminas e minerais para o organismo, que são essenciais para ajudar o fígado na filtragem do sangue e das toxinas vindas dos alimentos e medicamentos.

O ideal é consumir 1 copo de sumo detox por dia e variar os legumes e as frutas utilizadas nos sumos. Assim, há uma maior variedade de nutrientes consumidos, como vitamina C, ácido fólico, vitaminas do complexo B, zinco, cálcio e magnésio.

3. Chás

Os chás também são ricos em fitoquímicos e antioxidantes que melhoram a circulação e ajudam na desintoxicação do organismo. Os chás de boldo, de cardo mariano e o verde são os mais usados para auxiliar no funcionamento do fígado.

No entanto, é importante lembrar que a recomendação é beber apenas 2 chávenas de chá por dia, pois o seu excesso também pode causar danos no fígado.

4. Gengibre

O gengibre é muito utilizado por ter propriedades anti-inflamatórias, digestivas e antimicrobianas, melhorando a limpeza do intestino e a digestão de gorduras, o que facilita o trabalho do fígado.

O gengibre pode ser consumido na forma de chá ou incluído em sumos e molhos, sendo facilmente adicionado na rotina alimentar. Uma boa estratégia é incluir um pedaço de gengibre no sumo detox ou nos chás que serão usados para auxiliar o fígado.

O que evitar

Além de ter uma boa alimentação e investir no consumo de própolis, chás, gengibre e sumos detox, é muito importante evitar alimentos que pioram o funcionamento do fígado e dificultam a desintoxicação do organismo, como:

  • Bebidas alcoólicas;
  • Carnes processadas: presunto, peito de peru, salsicha, linguiça, bacon, salame e mortadela;
  • Fritos e alimentos ricos em gorduras, como as empanadas de frango;
  • Temperos e molhos artificiais, como temperos em cubos, molho shoyu, molhos prontos para saladas e carnes.

Além disso, também é importante evitar a utilização de remédios sem prescrição médica, pois praticamente todos os medicamentos passam pelo fígado para serem processados, dificultando a sua recuperação.