Loading...

Como fazer a limpeza natural do fígado?

Não podemos ignorar que o fígado tem a capacidade de se defender contra as toxinas naturalmente, mas podemos ajudar, pois existem caminhos para limpar o fígado de forma natural e melhorar a sua performance. Algumas sugestões:

  1. Faça a ingestão de: cardo de leite, açafrão, dente de leão ou raiz de bardana

Cardo de leite: É uma erva desintoxicante capaz de ajudar a eliminar o excesso de metais pesados, excesso de medicamentos, toxinas provenientes de poluentes ambientais e excesso de álcool no fígado. Além disso, contém propriedades anti-inflamatórias, que ajudam a diminuir a inflamação do fígado e a silimarina, que ajuda a fortalecer as células no fígado, provocando uma regeneração saudável. Pode ser tomado como um suplemento ou como um chá.

Açafrão: Pode reduzir as moléculas inflamatórias, o que pode diminuir o risco de desenvolver doenças hepáticas. O seu principal ativo é a cúrcuma. Assim sendo, para garantir a dosagem correta, a melhor forma de ingerir é como um suplemento, contendo 95% de curcuminoides.

Raiz de dente de leão: Produz um efeito diurético natural que possibilita que o fígado elimine mais rapidamente as toxinas presentes. Também promove um sistema imunológico saudável, ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue e desconfortos do trato digestivo.

Raiz de bardana: Proveniente da família do dente de leão e mostra-se eficaz para limpar o sangue, o que contribui relevantemente para a função do fígado.

A raiz de dente de leão e a de bardana podem ser ingeridas como um suplemento ou chá para desintoxicação.

  1. Inclua na alimentação alimentos ricos em potássio

A quantidade recomendada de potássio é de 4.700 miligramas diários. A sua ingestão ajuda a controlar a pressão alta, reduz o colesterol, contribui com um sistema cardiovascular saudável e também ajuda a limpar o fígado. Veja alguns alimentos ricos em potássio:

Batata doce: Uma unidade tem cerca de 131 calorias e é repleta de magnésio, ferro, vitaminas do complexo como a B6, C e D, além de ter aproximadamente 700 miligramas de potássio e alto teor de fibra e betacaroteno. Ainda que seja levemente adocicada, esta não provoca aumento no nível de açúcar no sangue, pois os seus açúcares são liberados lentamente na corrente sanguínea com o auxílio do fígado.

Molhos de tomate: O tomate é mais um alimento rico em potássio e noutros nutrientes. Apenas 1 chávena de puré contém 1.065 miligramas de potássio, enquanto 1 chávena de tomates frescos contém apenas 400 miligramas. Então, na hora de usar, opte por molhos, purés de tomate ou pasta, se possível consuma apenas aqueles feitos com tomates orgânicos que são livres de agrotóxicos nocivos para o fígado.

Beterraba: A beterraba é considerada um alimento rico em antioxidantes. Para que tenha uma ideia, apenas 1 chávena contém mais de 1.300 miligramas de potássio. Esta pode ser consumida na salada, como sumo ou refogada. Além disso, também ajuda a limpar naturalmente a vesícula biliar, o que melhora o fluxo da bílis.

Espinafre: É um alimento versátil, fácil de encontrar e de consumir. Pode ser ingerido fresco ou refogado e uma porção contém cerca de 840 miligramas de potássio.

Feijão: O feijão é um alimento muito presente na dieta dos brasileiros e, além de conter fibras, também é repleto de potássio e proteína.

Melaço: É uma espécie de xarope natural e pode substituir os adoçantes da dieta. Por exemplo, duas colheres de chá adicionadas ao café realçam o sabor e ajudam a adoçar e diminuir a acidez. Duas colheres de chá contêm 10% da quantidade diária recomendada de potássio, mas este também é rico em manganésio, cobre, ferro e cálcio.

Bananas: São capazes de contribuir com a digestão e libertação de toxinas e metais pesados ​​do corpo, consequentemente com a limpeza do fígado. Rica em potássio, contém aproximadamente 470 miligramas na sua composição, o que é uma ótima contribuição para o organismo.

  1. Beba sumos de vegetais crus

Uma boa forma de consumir a quantidade necessária de vegetais crus diariamente é preparando um sumo. Além disso, essa forma de preparo pode ajudar a tornar os vegetais mais fáceis de digerir, o que permite que eles sejam absorvidos mais rapidamente.

Vegetais como repolho, couve-flor e couve-de-bruxelas ajudam a reduzir os níveis de ácido no corpo, contribuindo com o equilíbrio do pH. Para um sabor mais agradável, adicione, ao sumo, cenoura, pepino, beterraba e verduras.

  1. Beba sumo de gengibre com laranja e cenoura

O betacaroteno presente nas cenouras é convertido em vitamina A, o que ajuda a eliminar as toxinas do corpo, reduzindo a gordura no fígado. Já a raiz de gengibre é capaz de aliviar o sistema digestivo e reduzir os gases e tem relevantes compostos anti-inflamatórios. As laranjas adicionam o sabor adocicado e vitamina C, A e B6. Por fim, o alto teor de fibras mantêm o sistema digestivo saudável, o que acelera a eliminação de toxinas.

  1. Beba água com limão

Beber um copo de água com limão logo pela manhã, ainda em jejum, pode ajudar na desintoxicação e limpeza do fígado. Isso é possível porque o limão contém vitamina C e outros antioxidantes. Assim sendo, estimula as contrações da vesícula biliar para permitir que a bílis do fígado, que acumula toxinas durante a noite, siga para o duodeno, no intestino delgado, e vá para fora do corpo.

  1. Coma fígado ou tome suplementos de fígado

O fígado é um dos alimentos mais ricos em nutrientes. Estes são repletos de vitaminas A e B, ácido fólico, ferro, cobre, zinco e crómio.